Linha 1A do metrô do Rio poderá ser bloqueada

JB Online

RIO - Logo após seu início, a conexão direta entre as linhas 1 e 2 do metrô do Rio de Janeiro (linha 1A), que liga Pavuna a Botafogo sem baldeação no Estácio, poderá ser bloqueada. O Ministério Público Estadual (MPE) entrou com uma ação na Justiça pedindo a suspensão imediata da circulação de trens entre as estações São Cristóvão e Central, depois que a Promotoria constatou riscos de acidentes no trecho em que as linhas se encontram.

Segundo estudo anexado à ação, realizado pelo doutor em Engenharia de Transportes Fernando Mac Dowell, declives de até 4% onde as linhas se cruzam agravam o risco de acidentes, já que os trens não estão adaptados aos declives construídos. A Promotoria ainda constatou falhas na sinalização feita de forma arcaica e os sinais eletrônicos estavam cobertos por plásticos , afirmou o promotor Andresano Moreira, da 3ª Promotoria de Justiça e Defesa do Consumidor.

As exigências do MP são de que a conexão só comece a funcionar quando as estações Cidade Nova e Uruguai estiverem prontas - esta última com previsão de ser concluída em 2014 e a linha 1A só deverá retornar quando os 114 novos carros, previstos para 2011, estiverem em circulação. Por enquanto, Andresano pede que a ligação entre as linhas volte a ser feita com baldeação no Estácio.

A Metrô Rio informou que não vai se pronunciar por enquanto e explicou que a conexão direta Pavuna-Botafogo vai continuar funcionando das 5h às 21h, até o final de março. E, apenas nos horários de pouco movimento (após as 21h), feriados e finais de semana, é que haverá baldeação na estação Estácio.