Desfile das campeãs marcado por anúncio de mudanças em várias escolas

Thiago Feres, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - O Carnaval mal terminou e as especulações sobre mudanças no mundo do samba já começaram a circular nos bastidores da Cidade do Samba e da Marquês de Sapucaí. Sexta colocada este ano, a Estação Primeira de Mangueira pode não manter a musa Renata Santos no posto de rainha de bateria. Após encerrar a sua participação no desfile das campeãs, o presidente da escola, Ivo Meireles, frisou que a permanência da moça ainda será estudada.

Por enquanto ela fica, mas ainda iremos analisar uma série de coisas disse.

Renata Santos, no entanto, que passou anos na frente da bateria da Acadêmicos de Santa Cruz, escola do Grupo de Acesso, destacou que espera permanecer no posto.

Quero muito ficar. Me identifiquei muito com a Mangueira e já me sinto em casa aqui disparou.

Na União da Ilha do Governador, a carnavalesca Rosa Magalhães poderá deixar o cargo, já que diretoria da agremiação ficou bastante insatisfeita com a 11ª colocação no Carnaval deste ano, quando a Ilha voltou ao Grupo Especial após passar oito anos tentando retornar a elite. Já na Grande Rio, vice-campeã do Carnaval, há rumores de que a atriz Paola Oliveira deixe o posto de rainha de bateria para 2011, enquanto a Portela deverá dispensar o ex-Rei Momo e atual carnavalesco da agremiação, Alex Oliveira.

Reconciliação no Salgueiro

No Salgueiro, o intérprete Quinho, que havia pedido demissão na sexta-feira, foi convencido pela presidenta da escola, Regina Duran, a reavaliar a decisão. A promessa do cantor de não participar do desfile das campeãs não foi cumprida. Muito emocionado, Quinho admitiu que se precipitou em anunciar o desligamento da agremiação.

Todo o ser humano erra. Achei que este ano não rendi o que poderia para contribuir com a escola. . O 5º lugar foi muito pouco. Mesmo assim, a presidenta da escola e a comunidade do Salgueiro me fizeram rever a minha importância aqui dentro destacou ele debulhando-se em lágrimas.