Canadenses que naufragaram na costa do Rio retornam para casa

Agência Brasil

RIO - O departamento de Comunicação Social do 1º Distrito Naval do Rio de Janeiro informou há pouco que todos os 64 tripulantes do navio veleiro-escola canadense Concórdia foram entregues às autoridades canadenses, que estão tratando de seu regresso àquele país.

A gerência do Hotel Windsor Barra, para onde a tripulação foi levada ainda na tarde de ontem (20), disse que os canadenses já deixaram o Rio de Janeiro, prevendo-se seu retorno para casa ainda neste domingo (21). Os demais estrangeiros deverão permanecer no hotel, pelo menos até amanhã (22), porque ainda dependem da resolução dos vistos para embarcar para o exterior.

A tripulação do Concórdia foi resgatada na semana passada pela Marinha brasileira e navios mercantes estrangeiros, após ficar por cerca de 38 horas em balsas salva-vidas, depois que o veleiro afundou a 550 quilômetros do litoral fluminense, na altura do município de Cabo Frio.

Os tripulantes de dez nacionalidades, entre os quais 41 estudantes do ensino médio, se reuniram ontem (20) na Base Naval do Rio de Janeiro, onde agentes da Polícia Federal começaram a agilizar a documentação necessária para que os tripulantes possam deixar o Brasil, uma vez que perderam seus documentos no naufrágio. A Marinha e os navios mercantes doaram roupas para a tripulação do Concórdia.