Maquinista diz que estava fora da cabine quando trem partiu em Japeri

JB Online

RIO DE JANEIRO - Em depoimento prestado na Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD), o maquinista que operava o trem que apresentou problemas na estação de Ricardo de Albuquerque, admitiu que estava fora da cabine, checando um problema em um dos vagões, quando a composição partiu.

O trem saiu da estação no ramal de Japeri na manhã dessa segunda-feira (19) e só parou quando a Supervia cortou a energia da composição.

O delegado encarregado do caso, Eduardo Freitas, cogita duas hipóteses: a de que alguém entrou na cabine e deu partida ou que houve um defeito técnico, que pode ser relacionado ou não a uma falha humana.

Mais cedo, a SuperVia informou que uma comissão foi formada para investigar o incidente e que trabalha com a polícia na apuração dos fatos.

(Com informações da TV Globo)