Dia cheio para o padroeiro da cidade

Carolina Monteiro, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - No feriado de São Sebastião, uma série de eventos acontece no Rio de Janeiro em homenagem ao padroeiro da cidade. Além da tradicional procissão e da corrida de São Sebastião, o Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, em São Cristóvão (Zona Norte) organiza uma encenação do Auto de São Sebastião e distribui de cordéis.

A programação da Arquidiocese do Rio começa com uma missa na Paróquia de São Sebastião localizada na rua Haddock Lobo, às 10h. A paróquia dos padres capuchinos, que abriga a imagem de São Sebastião trazida por Estácio de Sá para a fundação da cidade, é o ponto de partida da procissão às 15 h. O arcebispo do Rio, dom João Orani Tempesta, acompanhará a imagem junto com os bispos auxiliares, sacerdotes do clero carioca e fiéis. Na praça da Cruz Vermelha, encontra-se com o prefeito Eduardo Paes. Depois, a procissão segue rumo à Catedral da cidade, na Avenida Chile, onde será encenado o Auto de São Sebastião.

Além da procissão, a Arquidiocese do Rio promove uma campanha de doação de alimentos. A coleta será realizada em todas as paróquias da cidade, durante a procissão e na Catedral de São Sebastião.

O objetivo da campanha é mostrar que, unindo forças e renunciando a pensar apenas em si mesma, toda pessoa pode contribuir para tornar o Rio de Janeiro uma cidade ainda mais maravilhosa afirma o padre Manoel Manangão, vigário episcopal para a Caridade Social.

No parque do Flamengo, acontece a corrida de São Sebastião, que já faz parte do calendário oficial de eventos da cidade.

A tradição é o grande diferencial da Corrida de São Sebastião diz Marcius Duarte, integrante da equipe Runners Club, que participa desde a primeira edição, em 1983.

Na corrida, os atletas se dividem em dois percursos, de cinco e 10 quilômetros. A largada está prevista para 9h, no Aterro do Flamengo. A organização do evento recomenda que os participantes cheguem ao local com meia hora de antecedência.

Para completar as homenagens a São Sebastião, o Centro Municipal Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas terá uma programação especial para o dia, com a inauguração de uma capela, réplica da Igreja de São Francisco em Sergipe, e a apresentação do Auto de São Sebastião.

A idéia do evento surgiu quando descobrimos que a maioria dos freqüentadores da Feira desconhecia a origem e a vida de São Sebastião afirma Marcus Lucenna, gestor do Centro de Tradições Nordestinas.