Chuva forte causa problemas nas ruas do Rio

JB Online

RIO DE JANEIRO - Muitos pontos de alagamento são causados pela chuva forte que cai no início desta terça-feira (19), em vários pontos do Rio. Ruas da Zona Norte da cidade estão inundadas e, de acordo com motoristas, alguns sinais não funcionam na Zona Oeste do Estado que, também está com as ruas e avenidas alagadas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, mais de dez árvores caíram na Penha, subúrbio do Rio. Não haveria feridos, segundo os agentes. Em Cachambi, também no subúrbio, há informações de ruas sem energia elétrica.

Em Nilópolis, na Baixada Fluminense, o Corpo de Bombeiros recebeu um chamado para o desabamento parcial de uma casa. Segundo as primeiras informações, uma moradora ficou ferida sem gravidade.

Na Zona Sul, a queda de uma árvore atrapalha o trânsito na Rua Jardim Botânico, na altura do Jockey Club. Há também alguns sinais sem luz na Gávea. Na Praça Sibélius, motoristas encontram uma das pistas totalmente alagada. O Túnel Zuzu Angel ficou parcialmente sem luz.

Aviões arremetem no Santos Dumont

Segundo a torre de controle do aeroporto, o vento forte na cauda dos aviões fez com que três pilotos desistissem de pousar na pista, arremetendo-os no Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio.

De acordo com os comandantes das aeronaves, as opções seriam as de pousar no Aeroporto Tom Jobim, na Ilha do Governador, subúrbio do Rio, ou esperar o vento diminuir, para pousar no Santos Dumont.

O Aeroporto Tom Jobim funciona normalmente nesta terça, apesar da forte chuva que atinge a região. Segundo a Infraero, nenhum vôo foi transferido do Santos Dumont para o Tom Jobim.

Defesa Civil

De acordo com a Defesa Civil do município do Rio, a cidade encontra-se em estado de atenção devido à previsão de chuvas típicas de verão com pancadas fortes e possibilidade de rajadas de vento em algumas regiões da cidade durante a noite.

BR-040

Uma árvore caiu no quilômetro 98 da BR-040, na pista de subida da Serra de Petrópolis, de acordo com a concessionária que administra a rodovia.

Enquanto equipes da concessionária trabalham para a liberação da via, o tráfego no local segue em meia pista, causando retenção que chega ao km 103, próximo à praça de pedágio de Duque de Caxias.