Viradouro faz bonito em seu único ensaio na Avenida

Simone Fernandes, Tudo de Samba

RIO - Valeu a pena esperar a presença da Unidos do Viradouro na Marquês de Sapucaí. Depois de cancelar o primeiro ensaio na Avenida que havia sido agendado para dezembro, a escola de Niterói fez uma excelente apresentação no palco oficial do espetáculo, na noite deste domingo.

Com cerca de dois mil componentes, a vermelho-e-branco provou que sua comunidade continua sendo uma grande arma para tentar buscar o título deste ano, que seria o segundo de sua história no Grupo Especial. Foi, sem dúvida, um dos melhores ensaios da agremiação já realizados diante do público carioca.

Ao contrário dos anos anteriores, desta vez, a escola conseguiu fazer com que o canto forte dos componentes das alas comerciais se equiparasse, em alegria e vibração, aos desfilantes das alas de comunidade.

Bem ensaiada, mas guardando segredo em relação à coreografia oficial, a comissão de frente liderada por Sérgio Lobato, apresentou boa diversidade de movimentos, com excelente execução, confirmando o que já vem sendo constatado, nos últimos anos, quando são abertos os envelopes com as notas dos julgadores: que Lobato e seus comandados formam um dos melhores times de comissão de frente do Carnaval do Rio.

Talento e graciosidade também marcaram a apresentação de Ana Paula e Robson, principal casal porta-bandeira e mestre-sala. A dupla foi perfeita nas apresentações mostradas em frente às cinco cabines onde estarão os julgadores.

A reestreia de Jorjão, que foi o responsável pela bateria no desfile que deu o título à agremiação em 1997, foi outro ponto alto da passagem da Viradouro. Com a bateria mais cadenciada que a de seu antecessor Ciça, os ritmistas levantaram o público com paradinhas, incluindo a de funk, lançada por Jorjão no ano do campeonato.

Sem ter definido um nome para brilhar à frente dos ritmistas no posto de rainha, o presidente Marco Lira colocou, no ensaio, a filha Julia, de sete anos, para ocupar o posto que já foi de Luma de Oliveira e de Juliana Paes. A pequena atravessou a Avenida cantando o samba e até fazendo coreografias de gente grande, sob os olhares orgulhosos do pai e de Mônica, a primeira-dama. Eles não confirmaram a menina como rainha oficial, mas que a bela garotinha leva jeito, não restou dúvida.

A noite mostrou também que a contratação de outro estreante na escola, Wander Pires, foi de grande importância. Bem interpretado, o samba mediano rendeu bem mais que os de algumas escolas, que sempre figuram no rol dos melhores da safra.

O único ponto negativo da Viradouro fica por conta do fato de que torcedores e o público fiel aos ensaios do Sambódromo não terão a oportunidade de assistir a um novo ensaio da escola, na Avenida, antes do desfile de Domingo de Carnaval.

O enredo da escola é "México, o paraíso das cores, sob o signo do sol", desenvolvido pelos carnavalescos Edson Pereira e Junior Schall.