São Clemente precisa corrigir falhas para chegar ao título

Simone Fernandes, Tudo de Samba

RIO - Representante do Grupo de Acesso A no ensaio deste domingo, a São Clemente deu um salto de qualidade em relação à apresentação que fez na Marquês de Sapucaí antes do Carnaval do ano passado. Se na preparação para o desfile de 2009, a agremiação protagonizou o pior ensaio do ano, com cerca de 500 componentes, este ano a escola levou mais de mil pessoas, mostrando muito mais organização que na temporada passada.

Mas, ainda assim, o ensaio deixou evidente que a diretoria ainda precisa acertar alguns pontos para que a escola possa entrar na Avenida, no Sábado de Carnaval, pronta para abocanhar o título.

O canto foi irregular. Quem assistiu o ensaio pôde, por exemplo, diferenciar com facilidade as alas que tinham componentes realmente comprometidos com a escola das que eram formadas por gente que estava ali simplesmente para fazer número, atravessando a pista como se estivesse caminhando no calçadão da orla. Felizmente, desta vez, esses não foram maioria, e quem sabia cantar o samba, fazia isso com muito empenho e evoluindo com alegria.

Os quinze componentes da comissão de frente comandada por Caio Nunes e que, no desfile, representarão guardas, levaram adereços remetendo a escudos e cassetetes. Bem ensaiado, o grupo foi aplaudido na passagem por alguns dos setores das arquibancadas.

O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marcelinho e Jaqueline, mostrou entrosamento, mas em três, das quatro cabines - onde no dia do desfile estarão os julgadores -, a apresentação foi um pouco prejudicada, pois o pessoal da harmonia pedia que a dupla avançasse, já que ninguém da escola foi capaz de segurar a ala que antecedia o casal.

A desatenção da direção da escola se repetiu também quando a bateria entrou no recuo. Nenhum diretor segurou a ala que vinha à frente dos ritmistas e foi aberto um "buraco" na pista. Com 150 ritmistas, a bateria de mestre Gilberto fez uma apresentação correta.

Estreante na escola, o intérprete Igor Sorriso pareceu não estar muito à vontade, ainda precisando de mais entrosamento com seus companheiros do carro de som. Mas, como assumiu o posto somente há um mês, deve precisar de um pouco mais de ensaio com o grupo para defender o samba, que, aliás, está longe de ser considerado um dos melhores da safra.

O enredo da São Clemente, de autoria de Mauro Quintaes, é "Choque de Ordem na Folia". A escola desfilará no Sábado de Carnaval.