Polícia Civil procura suspeitos de roubo a bancos e sequestros

Agência Brasil

RIO DE JANEIRO - A Polícia Civil do Rio de Janeiro realiza nesta quarta-feira (6) a Operação Cruzeiro, para desarticular uma quadrilha que pratica extorsão mediante sequestro. Os assaltantes rendiam funcionários de bancos para obrigá-los a entregar o dinheiro da agência, conforme informou a polícia. Até agora, quatro pessoas foram presas, entre elas dois policiais militares.

Embora atinja várias localidades do Grande Rio, a operação está concentrada em Nova Iguaçu, onde os policiais, comandados pelo diretor da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), delegado Roberto Nunes, tentam cumprir dez mandados de prisão e 14 de busca e apreensão.

Rodrigo Marques Cerqueira, de 23 anos, foi preso na Rua Frederico da Costa Pereira, no bairro Califórnia, em Nova Iguaçu. Bruno Pereira Cardoso, de 19 anos, conhecido como Pimpim, foi detido na Rua Pedro Ernesto, no bairro Vila Nova, em Nova Iguaçu. Eles são acusados de participação no sequestro do gerente do Banco Real da agência de Belford Roxo. O crime aconteceu em 4 de maio do ano passado.

O cabo Alexander da Fonseca e o soldado Alexandre Moura P. da Silva, ambos do 20º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Mesquita, zona norte do Rio, também foram presos, sob a acusação de darem cobertura ao sequestro de funcionários de bancos.