Lula entrega mais 608apartamentos em favelas do Rio

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva inaugurou nesta terça-feira o conjunto habitacional Itaoca, no Complexo do Alemão (Zona Norte). A construção integra as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na comunidade, que terá investimentos de R$ 623 milhões.

Somente no conjunto Itaoca, que conta com 192 apartamentos de dois quartos, sala, cozinha e banheiro além de um computador em cada um com internet gratuira foram aplicados R$ 10,2 milhões.

O presidente chegou acompanhado da ministra-chefe da Casa civil, Dilma Rousseff, do governador do Rio, Sergio Cabral, e do prefeito Eduardo Paes. Cercado pelos moradores da comunidade, Lula destacou que as obras são fruto de uma parceria entre as três esferas de governo e que vão continuar:

Quando presidente, governador e prefeito tranalham juntos as coisas andam na velocidade de um fórmula 1 e não de fusquinha.

Lula afirmou que a Copa do Mundo de 2016 não terá problemas de segurança:

Esse povo aqui é apaixonado por futebol. Quem vier para cá vai viver tranquilamente a melhor Copa do Mundo. (...) E nós vamos trabalhar para cuidar da segurança.

O governador Sérgio Cabral também destacou os benefícios das obras do PAC e anunciou que a população local, em breve, vai contar com uma universidade pública.

Para a professora Neide Lima, que vive no Alemão há cerca de 30 anos, elogiou a construção de moradias, mas lembrou outros problemas

Temos que ir a um hospital longe e muitas vezes dormir na fila. E sem saúde, sem moradia com condições mínimas e sem emprego a violência aumenta.

Em Manguinhos, também com Cabral, Paes e os ministros da Igualdade Racial, Edson Santos, e das Cidades, Márcio Fortes, Lula inaugurou um conjunto habitacional com 416 apartamentos.

O investimento foi de R$ 53,2 milhões. Os prédios de quatro andares vão abrigar cerca de 2 mil pessoas. Funcionarão ali centros de geração de renda, de apoio jurídico e de referência da juventude, com investimentos de R$ 14,7 milhões.

Também foi construída uma biblioteca com salas climatizadas e informatizadas, ao valor de R$ 4,9 milhões, que receberá mais R$ 3,7 milhões para compra de equipamentos.

Os moradores do conjunto habitacional ganharam ainda uma rede gratuita de internet sem fio. No total, segundo dados do Ministério das Cidades, estão sendo investidos R$ 368 milhões em obras do PAC em Manguinhos. Em todo o estado do Rio, são R$ 6,2 bilhões. (Com Agência Brasil)