Teatro Municipal: obra atrasou quase um ano

Jornal do Brasil

RIO - Um risco que valeu a pena. Este é o entendimento da secretária estadual de Cultura, Adriana Rattes, ao rebater as críticas sobre os atrasos nas obras. A primeira inauguração foi marcada para julho deste ano, data de comemoração do centenário da casa. Adiada para novembro e, posteriormente, dezembro, recebe agora um novo calendário que fará com que a obra seja concluída 2,5 anos após começar.

Quando iniciamos as obras não tínhamos projeto nenhum para o Teatro, apenas um detalhamento do telhado. Sabíamos que corríamos o risco de nem abrirmos no centenário, mas resolvemos arriscar (o Teatro Municipal completou 100 anos no último dia 14 de julho). Havia até uma discussão sobre municipalizar o espaço. A reforma atrasou, pois surgiram novos eventos no meio do caminho, como a necessidade de trocar várias coisas que não estavam nos nossos planos justificou a presidente da Fundação Teatro Municipal, Carla Camurati.

Apesar do não cumprimento do prazo, a secretária Adriana Rattes considera como satisfatório o tempo de conclusão da obra.

Na última grande reforma (1970), o Teatro ficou fechado por nove anos. Estamos entregando em dois. Obras de restauração não costumam ter prazos. Estabelecemos um prazo político para ter uma diretriz, mas tivemos o respaldo do governo do estado para entregar em abril alegou, sem culpas.