Casa de Custódia em magé amanhece com segurança reforçada

JB Online

RIO - A Casa de Custódia Romero Neto, em Magé, amanheceu com segurança reforçada por policiais militares e agentes do Departamento do Sistema Peninteciário (Desipe).

Neste domingo, um preso morreu e quatro agentes penitenciários foram feitos reféns por cerca de seis horas após um tentativa de fuga. Os presos renderam quem estava de plantão pouco depois do almoço, e tomaram as galerias. A guarda da unidade prisional reagiu, segundo informou o coronel Heraldo Rodrigues, comandante do batalhão de Magé, e impediu que os presos deixassem a Casa de Custódia.

Um policial militar se feriu levemente e um preso passou mal, sofreu um ataque cardíaco e morreu.

A Secretaria de Administração Penitenciária conduziu a negociação para libertação dos reféns. Os 650 presos denunciam as péssimas condições carcerárias.