Polícia do Rio ocupa Vila Kennedy e Senador Camará

Agência Brasil

RIO - A Polícia Militar continua ocupando, com cerca de 70 homens, pontos estratégicos das favelas de Vila Kennedy e de Senador Camará (Vila Aliança e Coreia), na zona oeste do Rio de Janeiro. Entre o último fim de semana e o dia de terça-feira criminosos da quadrilha de Senador Camará fizeram tentativas para invadir a Vila Kennedy, dominada por uma facção rival.

Segundo o subcomandante do Batalhão de Bangu, responsável pela área, tenente-coronel Ricardo Brito, as ocupações e operações nas favelas da região vão continuar. Apesar disso, ele acredita que o grupo de invasores já tenha se dispersado, por causa da presença policial.

- Não existe mais aquela figura de um grupo armado, com uma intenção de invadir . Apesar disso, estamos considerando que ainda há o risco de invasão e, por isso, as operações e ocupações estão mantidas - disse o oficial.

O subcomandante afirmou que desde a manhã de ontem, não há tiroteios na Vila Kennedy e, por isso, o comércio e as escolas abriram hoje normalmente. As secretarias estadual e municipal de Educação afirmaram que as 17 escolas públicas com turno diurno e duas creches da região abriram normalmente, mas poucos alunos compareceram às aulas.

Entre domingo (1º) e segunda-feira (2), confrontos entre criminosos das duas quadrilhas rivais deixaram cinco feridos por balas perdidas. Ontem (3), muitas escolas fecharam as portas, por medo de confrontos.