Choque de ordem multa cem na Tijuca

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Dez estabelecimentos autuados, 102 multas aplicadas, 29 veículos rebocados entre eles, um táxi pirata que fazia ponto na Rua Conde de Bonfim e 14 moradores de rua levados para abrigo da prefeitura, além de um menor encaminhado à Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). Este é o balanço do primeiro dia da operação Choque de Ordem nos Bairros, realizado nesta terça-feira pela Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop) na Tijuca (Zona Norte).

Um homem que tentava roubar uma bicicleta no momento da visita dos fiscais foi preso em flagrante por policiais militares que apoiavam a operação. O ladrão foi levado para a 20ª DP (Vila Isabel). A insegurança nas ruas do bairro foi uma das maiores críticas dos moradores da região. Segundo os relatos, o risco de assaltos aumenta após às 17h.

Para organizar a bagunça nas principais vias da Tijuca, fiscais da prefeitura recolheram 18 cadeiras, sete mesas e oito placas publicitárias que ocupavam irregularmente as calçadas. Barracas de feirantes também foram apreendidas.

No Camelódromo, os agentes apreenderam 230 bilhetes de metrô vendidos irregularmente. Ao perceber a chegada da equipe da Seop, ambulantes que vendiam mídias piratas abandonaram as mercadorias e fugiram. Três boxes foram lacrados e 320 óculos, 733 CDs, 492 DVDs virgens, 50 joystickers retirados de circulação.

Soluções até domingo

O secretário Rodrigo Bethlem prometeu mais segurança aos moradores até o fim da operação da operação no bairro.

Nosso meta é que até o próximo domingo a Tijuca já sinta os efeitos positivos das operações de ordenamento urbano iniciadas hoje. O objetivo é mostrar aos responsáveis pela manutenção da Ordem Pública como se deve proceder para chegarmos ao modelo de cidade que queremos ver a partir do próximo verão afirmou o secretário, após percorrer a Praça Saens Peña e a Rua Conde de Bonfim.