Rio é a nova Medelín, avalia enviado da ONU ao Brasil

Portal Terra

RIO - O novo coordenador do programa Cidades Mais Seguras para Assentamentos Humanos das Nações Unidas (ONU), Elkin Velásquez, acredita em melhora progressiva do combate à violência no Rio de Janeiro. Velásquez, que já trabalhou como assessor do prefeito de Bogotá no tema da segurança urbana, comparou a situação da capital carioca com Medellín.

- Lá a delinqüência era alta e fizemos trabalho de integração melhorando a convivência entre as pessoas. Consequentemente, a violência diminuiu. O Rio de Janeiro passa por um momento similar e a união dos três poderes (municipal, estadual e federal) é fundamental para combater a segregação racial - finalizou Velásquez, que trabalhou com o tema também em outros países como Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Equador, França, Nicarágua, Peru e Venezuela.

O representante da ONU se reuniu na manhã desta segunda-feira com dirigentes do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Organizador Rio 2016, mas explicou que tratou apenas de se apresentar para os dirigentes dos órgãos e não para definir metas. Segundo o coordenador, isto será feito em breve, em reuniões ainda sem data para acontecer.