AfroReggae: imagens mostram mais PMs em local de assassinato

Portal Terra

RIO - Novas imagens divulgadas pelo RJTV na noite desta sexta-feira mostram que outros policiais militares estiveram no local onde foi assassinado o coordenador do AfroReggae, Evandro João Silva, na madrugada de domingo, no centro do Rio de Janeiro.

Câmeras de segurança de lojas próximas ao local registraram a presença de dois policiais militares, que chegaram a abordar os dois assaltantes, mas depois os liberaram, ficando em poder de um par de tênis e uma jaqueta de Evandro. As imagens também mostram que os PMs não prestaram socorro à vítima, que estava caída na calçada. Os dois policiais tiveram a prisão preventiva decretada nesta sexta.

De acordo com os vídeos, um policial militar passou a pé na calçada do crime cinco minutos após a primeira abordagem policial. Um câmera mostra o PM indo e voltando na rua. Em seguida, uma patrulha da PM para próximo ao corpo de Silva, a porta do carona se abre, o policial desce, mas não se aproxima. Dezessete minutos depois, uma pessoa é vista revirando o que parece ser uma lixeira. Vinte e cinco minutos após o crime, outra viatura passa pelo local de marcha a ré. Depois, outros dois homens são vistos revirando a mesma lixeira.

Em entrevista coletiva concedida nesta tarde, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Mário Sérgio de Brito Duarte, já havia dito que outras duas viaturas da PM podem ter passado pelo local. Ele afirmou que os carros têm GPS e serão identificados e os policiais, ouvidos nas investigações.