Enterro de primos reúne cerca de 300 pessoas

Nara Boechat, Jornal do Brasil

RIO - Cerca de 300 pessoas acompanharam neste domingo, no cemitério do Catumbi, o enterro de três vítimas do confronto entre quadrilhas rivais no Morro dos Macacos, em Vila Isabel (Zona Norte), na madrugada do último sábado. A cerimônia foi marcada por muita tristeza e revolta de parentes e amigos dos primos que teriam sido confundidos com traficantes e baleados quando chegavam em casa após uma festa.

Marcelo da Costa Ferreira Gomes, de 23 anos, Leonardo Fernandes Paulino, 24, e Francisco Ailton Vieira, 25, foram velados nas capelas F e G e enterrados um ao lado do outro. No carro, estava também o irmão de Ailton, Francisco Alailton Vieira, de 25 anos, que está internado no Hospital do Andaraí em estado grave.

Desmaio

Muito emocionado, o pai de Leonardo, que estreava o carro comprado há duas semanas, desmaiou durante o enterro do filho e teve que ser socorrido por parentes. Segundo sua esposa, Rita Fernandes Paulino, Leonardo trabalhava desde os 11 anos e há quatro era funcionário da empresa de plano de saúde Amil, com carteira assinada.

Meu filho não era um santo, porque não existe gente santa, mas ele era tão bom que você não imagina lamentou Rita.

Ao enterrar o marido, que como as outras vítimas também teria emprego fixo, Lauremília Araújo, de 23 anos, só pensava no filho que completou 5 anos no sábado.

A maior dificuldade foi contar para o meu filho que o pai dele estava morto.

Amparada pelas filhas, a mãe de Marcelo, Maria Gomes, não parava de chamar pelo filho.

Meu filho não é bandido. Os primos levaram ele para sair e se animar, e ele acabou morto disse a mãe, muito abalada.

De acordo com o irmão de Marcelo, Marcos da Costa Ferreira Gomes, a própria família teve que levar os corpos até a polícia, que não foi até o local do assassinato alegando que ainda havia perigo.

Formamos um grupo e fomos pelo cantinho. Se fosse muita gente, os traficantes teriam que matar todo mundo disse Marcos acrescentando que não houve perícia onde os rapazes foram baleados.