Policiais ficam de prontidão no Rio para combater criminosos

Agência Brasil

RIO DE JANEIRO - A Polícia Militar e da Polícia Civil do Rio de Janeiro estão de prontidão para enfrentar os ataques promovidos por traficantes que incendiaram, neste sábado, pelo menos seis ônibus na zona norte da capital fluminense.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do RJ, todos os batalhões da PM e as delegacias especializadas foram acionadas e convocaram soldados e agentes de folga para combater as ações criminosas desencadeadas após confronto, nesta manhã, no Morro dos Macacos. Duranta a madrugada, o Morro dos Macacos foi invadido por traficantes da favela São João, que disputam o controle da venda de drogas no local.

Com o ataque aos ônibus, a polícia acredita que os traficantes estariam tentando desviar a atenção do confronto no Morro dos Macacos. Um helicóptero da PM chegou a ser atingido por tiros durante o confronto com traficantes e fez um pouso forçado na favela São João. Dois policiais morreram carbonizados e três ficaram feridos.

A operação policial na região começou no início da manhã, quando a PM foi avisada por moradores sobre o confronto entre traficantes.