Zito diz que aguarda Carlos Minc para ajudar na questão ambiental

Camilla, JB Online

RIO - O prefeito de Duque de Caxias, José Camilo Zito (PSDB-RJ), proibiu no último domingo a 4ª Parada Gay e, devido a isso, foi acusado de discriminar os homossexuais. Evangélico, é fã do lendário Tenório Cavalcanti (1906-1987, político da baixada, conhecido como O homem da capa preta ), Zito chama o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que o criticou pela proibição da parada, para ajudar na despoluição do município que administra.

A organização 4ª Parada Gay de Duque de Caxias solicitou ou não autorização da prefeitura para realizar o evento ?

Houve só uma notificação, comunicando que iria fazer. Não foi um pedido de autorização. Existem as exigências municipais, e elas devem ser cumpridas. Não houve nenhum tipo de proibição. Estão fazendo um campo de batalha onde não tem por quê.

O senhor acha que foi desrespeitado?

Não acho, está bem claro. Como eu vou à sua residência e não peço licença? Para você vir falar comigo hoje, você não pediu? Se eu quisesse falar com você, pediria. É questão de democracia, é respeito ao próximo e às leis. Para fazer um evento como esse, você tem que mudar toda a cidade, preparar o trânsito... Nós temos uma legislação que regulariza isso. E, para ficar bem claro que eu nunca recriminei nada, no dia 9 de outubro foi feito um pedido do espaço na Praça Pacificador (no centro de Caxias), das 9 às 14h, e nós a cedemos par um evento desse segmento (LGBT).

No dia do evento, o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse que, se ficar comprovada discriminação, a prefeitura pode ser enquadrada na lei estadual 3406/2000, que prevê punições ao estabelecimento que discriminar uma pessoa pela orientação sexual. O senhor acha que poderia se enquadrado nessa lei?

De maneira nenhuma. Um homem como o ministro, que já fez leis, sabe que elas devem ser respeitadas. E as leis do município, não devem ser respeitadas? Eu tenho certeza de que o ministro não deve estar sabendo que a organização do evento não cumpriu as exigências. Estou despreocupado com qualquer tipo de ação.

Eu acho que eles querem mostrar a força que têm, mesmo sem razão. Eles devem estar querendo mostrar que estão acima das leis. Tenho certeza que a grande maioria está pegando o bonde andando, não sabe que não foi feito o pedido na prefeitura.

E a Marcha para Jesus, que está prevista para acontecer em Caxias em novembro, já fez os pedidos cabíveis?

Eu desconheço esse evento. Até agora, não chegou nada para nós.

A marcha para Jesus também pode ser embargada?

Se eles não cumprirem as exigências da prefeitura, sim, como qualquer uma.

Existe a possibilidade de o senhor ser o candidato a governador do PSDB nas eleições do ano que vem?

Há uma possibilidade, mas no momento eu não sei, porque o PV vai lançar uma candidata senadora Marina Silva (PV-AC) à presidência, aí não sei como vão ficar as alianças. Mas, hoje, eu penso mesmo é em ser reeleito em Duque de Caxias. Não é minha meta ser governador.

O senhor acompanha a realidade do estado?

Acompanho. Outro dia, dei uma entrevista na rádio e logo depois ouvi uma senhora , moradora de Copacabana, relatando problemas em frente à residência dela. Problemas como os de Caxias.

Já que o senhor falou em problemas... Desde 2004, segundo o Instituto do Estadual do Ambiente, a poluição atmosférica em Duque de Caxias, atinge picos que superam em 150 vezes o limite, o que pode provocar inúmeros problemas na população...

O mundo está sofrendo com a poluição, barulho, desmatamento. Infelizmente, o progresso traz ganhos e perdas. Eu acho até que o ministro Minc poderia vir para a nossa cidade discutir um assunto da pasta dele, me ajudar. Nós temos problemas sérios com aterros sanitários, com nossos areais. Seria bom a ajuda do ministro.

Recentemente, houve uma homenagem na Câmara dos Vereadores de Caxias a Tenório Cavalcanti, e o senhor disse que tinha interesse em adquirir a casa onde ele morou e fazer um museu...

Quero fazer o Centro Cultural Tenório Cavalcanti. Ele deixou para a Baixada ensinamentos, legados. Hoje nós temos a Fortaleza, como era chamada a casa de Tenório, alugada, e lá funciona uma farmácia. Estamos querendo até tombar para que a família não venda. É uma demonstração de que Duque de Caxias tem memória.

E o Duque de Caxias Futebol Clube, que reclamou de falta de investimento da prefeitura?

Esse time foi criado pelo ex-prefeito (Washington Reis). Nós estamos cheios de problemas, professores ganhando mal, escolas... e vamos bancar um clube? Eu apoio torço, espero que nós tenhamos sempre futebol em alta, mas não vamos dar dinheiro.