Ipem-RJ reprova 3.785 doces de Cosme e Damião em Niterói

JB Online

RIO - Técnicos do Laboratório de Produtos Pré-Medidos do Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Rio de Janeiro (Ipem-RJ) encontraram irregularidades em 3.785 unidades de doces, das 9.570 coletadas durante a Operação Cosme e Damião, realizada em Niterói, Região Metropolitana do Rio.

Os doces irregulares são: doce de geléia de duas cores, doce de goma amido, doce de coco, doce de leite com chocolate, bombom de leite condensado, doce de banana e maria mole com coco. A irregularidade verificada pelos técnicos em todos os doces foi a diferença encontrada no peso do produto, em relação ao valor impresso na embalagem, somando um total de sete espécies de doces de diferentes marcas reprovados.

Após verificar a grande quantidade de doces irregulares, Soraya Santos, presidente do Ipem, deixa um alerta para o consumidor:

- O valor da embalagem deve ser descontado, pois o consumidor só deve pagar o valor do produto que será consumido. O papel do Ipem-RJ é o de verificar se os produtos estão em conformidade para serem consumidos - explicou.

De acordo com o órgão, a perícia laboratorial é realizada na presença de um representante da empresa e acontece em três etapas: primeiro o técnico confere o peso bruto do doce, em seguida retira e pesa a embalagem e, por último, verifica o peso líquido do produto.

As empresas serão autuadas pelas irregularidade e terão o prazo de 15 dias para apresentar a defesa, caso contrário, poderão ser punidas com advertência ou o pagamento de multa, que vai até R$10 mil.

Consumidores que têm dúvida relacionada a doces de Cosme e Damião, podem entrar em contato com a ouvidoria do Ipem-RJ, pelo telefone 0800 282 3040, que funciona de segunda à sexta-feira, de 9 às 18h.