Grande Tijuca teve semana de tensão por conta de crimes

Evelyn Soares, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - A semana foi de violência na Tijuca e adjacências. Na quinta-feira, a manicure Vanessa Matos Ramos, de 29, foi atingida numa tentativa de roubo de um Xsara Picasso, no Largo da Segunda-Feira. Ela ia para o trabalho quando começou o tiroteio e levou um tiro na barriga e no braço. Fez uma cirurgia e encontrava-se em estado delicado.

Outro caso tem assustado os moradores de Vila Isabel: um maníaco ataca mulheres sem motivo aparente. Já alertada, a polícia identificou o agressor como Luiz Carlos dos Santos. No dia 18 deste mês, ele atacou violentamente uma menina e uma senhora, que foram levadas para o hospital. Ele também estaria envolvido em outros seis casos. Segundo cartaz de divulgação da polícia, Luiz responde em liberdade a um processo por agressão.

Os que sofreram com o assalto de hoje expressaram insatisfação com a falta de segurança. A loja funcionava ali há 10 anos e nunca tinha sofrido nenhuma ação assim.

Trabalho aqui há 4 anos e nunca fui assaltada disse uma das testemunhas, que não quis se identificar.

Marcelo Rumo é publicitário e morador da rua em que ocorreu o crime de desta sexta-feira. Ele, que tinha descido para comprar o café-da-manhã na padaria próxima a farmácia, não se conforma com a falta de policiamento do bairro.

Sou pai de uma menina de 2 anos e não vejo carros de polícia rondando por aqui. A gente tem a sensação de insegurança o tempo todo.

Em resposta à indignação dos tijucanos, o comandante Príncipe diz que a situação está sob controle no bairro. No comando do batalhão desde maio deste ano, ele afirma que houve queda de 50% das ocorrências em oito categorias de crime.

Nós dividimos em furto e roubo de automóveis, homicídio, roubo a transeuntes, de celular, a residências, a estabelecimentos comerciais e financeiros.

Quando questionado sobre o policiamento das ruas, o comandante diz que o efetivo não é suficiente por enquanto, mas que isso é compensado com vontade e dedicação .