Bandido que fez mulher refém é baleado e morto pela polícia

Evelyn Soares, JB Online

RIO - O bandido que fez uma mulher refém por cerca de uma hora em uma farmácia na Tijuca foi morto com um tiro na cabeça, quando tentava uma negociação na saída da loja, encostado em uma parede. O assaltante ameaçava a dona da drogaria, Ana Cristina Garrido, com uma granada e uma arma no momento da ação dos policiais.

Segundo a polícia que está no local orientandando motoristas, alguns policiais teriam avistado o bandido tentando roubar o carro e, para fugir, o assaltante entrou na farmácia e ameaçou uma mulher com granada e uma arma.

Segundo uma moça que estava dentro da farmácia na hora, mas conseguiu fugir, Simone Sazolo, a dona da loja estava em estado de choque quando o sequestro relâmpago acabou. Todos que estavam no local foram levados para a 20ª DP (Vila Isabel) para prestar depoimento. Bombeiros socorreram o bandido baleado no local, mas ainda não se sabe para onde foi levado.