Operação termina com 17 baloeiros presos e seis balões apreendidos

JB Online

RIO - A operação conjunta realizada por policias do Grupamento Aeromarítimo (GAM) e do Batalhão Florestal da Polícia Militar na manhã deste domingo, na Baía de Guanabara, acabou com 17 pessoas presas e seis balões apreendidos.

A operação contou com 15 policiais e duas embarcações que patrulharam a Baía atrás de baloeiros que usam barcos para capturar balões em queda. Pelo ar, um helicóptero com seis PMs dava apoio.

Os criminosos foram levados para a 78a DP (Fonseca), em Niterói, onde será registrada a ocorrência. De acordo com o capitão Rodrigo Duton, do GAM a atividade dos baloeiros prejudica o tráfego aéreo nos dois aeroportos da cidade que se localizam nas margens da Baía.

Soltar, fabricar e transportar balões é crime ambiental previsto pelo artigo 42 da Lei 9.605/98, com penas de 1 a 3 anos de reclusão, com a possibilidade de pagamento de fiança (cujo valor varia entre R$ 380 e cerca de R$ 5 mil).