Comuns nesta época, Jubartes desfilaram pela Zona Sul nesta segunda

Caio de Menezes, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Junto com o sol, a manhã desta segunda-feira trouxe outra agradável surpresa para os cariocas. Duas baleias, um filhote e uma adulta, passeavam tranquilas pela orla da Zona Sul do Rio de Janeiro. Os animais deram um show para os espectadores na areia e no calçadão, que pararam para assistir ao espetáculo.

De acordo com salva-vidas do Grupamento Marítimo de Copacabana, as duas baleias apareceram por volta das 10h e nadaram bem próximos à orla das praias de Ipanema e Leblon.

Segundo o oceanógrafo da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), David Zee, o aparecimento das baleias, da espécie Jubarte, é comum no Rio de Janeiro, nesta época do ano.

É muito normal o aparecimento de baleias jubarte na costa brasileira nesta época do ano. Elas vêm do sul, fugindo do inverno Antártico, em direção ao Arquipélago de Abrolhos, na Bahia, local de águas mais quentes.

Zee explicou o porquê de as Jubarte terem aparecido tão perto da faixa de areia.

Elas se aproximam da costa atrás de águas abrigadas, sem ação das fortes correntes marítimas. Também buscam os cardumes de peixe e as águas mais quentes.

O fato do filhote não se desgrudar da mãe, segundo David, dá ideia da idade do pequeno mamífero.

A pequena Jubarte não tem mais de um ano, já que no primeiro ano de vida o filhote se alimenta do leite materno, sendo que nos primeiros seis meses, essa é sua única fonte de alimentação. Depois ele também passa a comer peixes. Quando completa o primeiro anos de vida ele tende a largar a mãe. As jubartes são animais de hábitos solitários.

David explicou ainda que este é um dos períodos do ano que costumam aumentar os casos de baleias encalhadas.

Até o começo da primavera são comuns os casos de encalhamentos de baleia no Brasil. Semana passada houve um filhote morto numa praia do Espírito Santo.