Vítima de acidente pede cópia de registro e é preso por homicídio

JB Online

RIO - A falta de sorte é a mais nova companheira de Elivaldo Santos de Azevedo, de 30 anos. Na última quarta-feira, ele recebeu alta médica depois de passar três semanas hospitalizado por causa de um atropelamento e acabou preso ao procurar a 5ª DP (Gomes Freire), para conseguir cópia do registro do acidente, com o intuito de pleitear indenização de seguro. Contra ele estava expedido mandado de prisão pela 2ª Vara da Comarca de Itaboraí, Região Metropolitana do Rio.

De acordo com os agentes, Elivaldo, no último dia 18 de abril, por volta das 16h, foi atropelado por um ônibus, na Lapa, bairro boêmio do Centro do Rio. Inconsciente, ele foi internado no Hospital Souza Aguiar e depois transferido para o Hospital Barata Ribeiro, na Mangueira, onde foi submetido a uma cirurgia. nesta quarta-feira, ele foi liberado pelos médicos.

Elivaldo então seguia para a sede da 5ª DP, onde solicitou cópia do registro de ocorrência, pois pretendia receber o seguro obrigatório. Os policiais pesquisaram o banco de dados da Polícia Civil e constataram que havia um mandado de prisão expedido contra Elivaldo, desde 1999, pelo crime de homicídio e ocultação de cadáver.

Ele foi encaminhado para perícia médica e em seguida para carceragem da Divisão de Capturas da Polinter, onde ficará à disposição da Justiça.