Bosques também atraem quem quer almoçar fora

Carlos Braga, Jornal do Brasil

RIO - Para quem prefere o encontro entre o verde e a água, o Parque de Marapendi é o ideal. Localizado no Recreio, o lugar fica à beira da lagoa de mesmo nome. Em seus 1.940.000 metros quadrados há trilhas onde se pode caminhar, correr e até pedalar, o que não é muito comum se permitir nos parques. Pode-se marcar visitas guiadas para conhecer fauna e flora de restinga e manguezal. Quem não quiser saber de nada disso e fazer o menor esforço físico pode deixar aflorar o lado farofeiro (ecológico, claro) e fazer um piquenique na área reservada para essa atividade. Não é permitido bebida alcóolica. Quem der sorte, ainda topa com uma preguiça no caminho.

É o símbolo do parque, um animal comum de ser visto nas matas do Rio conta o gestor Abílio Fernandes. Mas aqui tem bastante. Acho que gostam daqui.

Quem prefere um jacaré deve rumar para o Parque Chico Mendes, situado na Barra. É o símbolo do parque e parece que gosta do lugar. Pode-se topar com os bichos em alguns dos cinco quilômetros de trilhas de areia.

Também temos uma lista com os 120 pássaros que costumam frequentar o parque contou a gestora, Denise Monsores.

O gigante dos parques é o do Mendanha, localizado em Bangu. Em seus 14.500.000 metros quadrados de área verde, as principais atrações são as cachoeiras e a piscina natural de 700 metros quadrados e duas duchas de água de nascente.