Morro do Cavalão vai receber mudas de árvores

JB Online

RIO - A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Niterói deu início, nesta terça-feira, ao Programa de Reflorestamento das Encostas do Município de Niterói, que prevê a recuperação ambiental e a restauração florestal das encostas degradadas, tanto pela ação do homem, como por efeitos naturais.

O primeiro passo da ação foi dado hoje no Morro do Cavalão que já recebeu as primeiras das mil mudas de árvores frutíferas, entre elas, mangueiras, cajueiros, cajazeiros, além de pés de graviola, acerola e açaí. Todas as espécies são de médio a grande porte.

De acordo com o secretário da pasta, José Antônio Fernandez, o Zaff, objetivo do projeto é valorizar a paisagem com plantio de espécies nativas da Mata Atlântica ou árvores frutíferas, atenuar os efeitos erosivos da chuva de verão, além de fomentar a biodiversidade para implantação de corredores ecológicos. Depois que as áreas forem reflorestadas, Zaff acredita que barreiras naturais e espaços para práticas sócio-ambientais serão criados e irão inibir o crescimento desordenado da cidade.

Em estudo preliminar, o Departamento de Áreas Verdes do órgão verificou as regiões com potencial para receber o projeto de reflorestamento. As principais são: Morro da Chácara (Centro), Morro da Armação (Ponta d'Areia), Morro da Boa Vista (Fonseca), Morro do Cavalão (Icaraí), Morro Lazaredo (Jurujuba), Morro do Holofote (Engenhoca), Morro Juca Branco (Fonseca) e Morro Vital Brazil (Santa Rosa). As APAs (Áreas de Proteção Ambiental) da Viração,das Lagunas e Florestas e da Água Escondida também serão contempladas, segundo o projeto original. No decorrer do programa outros locais poderão receber reflorestamento.