Família de prefeito liga atentado à política local

JB Online

GUAPIMIRIM - A família de Renato do Posto, ex-secretário de Planejamento de Guapimirim e pai do atual prefeito Júnior do Posto, assassinado com dois tiros no último dia 12 de março, em casa, não tem dúvidas de que a ação criminosa está ligada à política local. Uma prova disso é que um dos homens presos recentemente, junto com o grupo suspeito do atentado, foi identificado como autor de uma tentativa de assalto à sede do partido do PMDB (partido da coligação do prefeito eleito) em outubro, véspera da eleição.

Segundo a família, um dos vigias presente ao assalto disse que esse homem chegou perguntando pelo "Renatão", segundo depoimento registrado na 65 DP (Magé). Assustadas, as famílias do prefeito Júnior do Posto e do secretário de Gabinete e ex-prefeito da cidade, Nelson do Posto (irmão de Renato), evitam sair de casa.