No Jardim Botânico, um outro panorama das mesmas flores

André Luiz Barros, Jornal do Brasil

RIO - Para quem gosta da estação das flores e quer ter uma prévia da primavera em meio ao outono carioca, o Jardim Botânico promove até o domingo a mostra Orquídeas no Jardim. Na exposição poderão ser encontradas além das simpáticas cariocas híbridas Pseudolaelia corcovadensis e da Pleurothallis jacarepaguaensis, batizadas com esses nomes em homenagem a locais do Rio, algumas espécies em extinção.

Como acontece em todos os anos, o orquidário do Jardim Botânico, faz uma exposição de orquídeas, nesse ano entretanto, o evento vai evidenciar as orquídeas do Rio, que estão espalhadas pela nossa cidade.

O colecionador Fernando Potsh é dono de um orquidário em São Conrado, Zona Sul do Rio. Ele cresceu no meio de orquídeas e herdou a coleção de seu pai, segundo ele, uma das maiores do Brasil. Fernando ressalta a importância desse tipo de exposição.

A exposição tem um fator pedagógico muito interessante. A grande maioria das pessoas que vão à exposição tem comprado uma orquídea. É interessante ver que as plantas estão sendo levadas para os lares cariocas comenta.

Segundo a organização do evento, quem for à mostra poderá adquirir exemplares da planta a preços mais acessíveis já que além do OrquidaRio, participarão como vendedores outros 12 orquidários. Os visitantes poderão participar também de oficinas acerca da espécie como curso de fotografia digital de orquídeas, curso de iniciação ao cultivo de orquídeas, entre outras atividades.

O paisagista Silveira Silva trabalha com esculturas e arranjos há bastante tempo. Ele achou interessante o destino dado às plantas na Rua Redentor, mas sugere que elas sejam colocadas numa altura regular para dificultar sua retirada.

A orquídea é uma espécie cara, mas é muito importante colorir ambientes com artigos naturais diz Silva. É interessante notar que em canteiros de rua não temos uma variedade grande de plantas com flores, é legal que os moradores cuidem comenta.

A exposição está localizada na pérgula em frente ao Orquidário, de 8h às 17h.