Detran faz leilão de carros apreendidos e Corcel é vendido por 6 reais

Jornal do Brasil

RIO - A sucata de um Corcel II, ano 1979, saiu finalmente do pátio de veículos rebocados do Detran por R$ 6. Foi o lance mais barato de uma semana em que o Departamento de Trânsito do estado se livrou de 276 veículos tirados de circulação por problemas com a fiscalização e jamais reclamados pelos proprietários.

O lance mais caro foi dado por uma Kombi 2008, adquirida por R$ 20.090. Os leilões foram feitos na Barra e terminaram na segunda-feira, oferecendo desde veículos em ótimo estado o sucatas. Arrecadou R$ 560.548, uma média de R$ 2.030,97 por veículo arrematado. O valor da venda de cada veículo é usado para quitar débitos, como taxas do Detran, IPVA, multas, taxas de reboque e as diárias no depósito. Após o pagamento das despesas, se sobrar dinheiro, o montante é repassado ao antigo proprietário. Se o valor arrecadado for insuficiente para zerar as dívidas, o proprietário antigo cai na dívida ativa do estado.

O presidente do Detran, Fernando Avelino, afirmou que o departamento leiloará, até dezembro, cerca de 10 mil veículos que ocupam os pátios da instituição. E a possibilidade de novas ofertas deve continuar, uma vez que duas operações feitas nesta terça-feira em Jacarepaguá tiraram de circulação, em um só dia, 32 veículos na Estrada Menezes Cortes (Grajaú Jacarepaguá). De manhã, foram rebocados 18 carros de passeio no sentido Jacarepaguá. À tarde, 13 carros de passeio e um caminhão foram apreendidos no sentido Grajaú. Todos foram levados para o depósito do Detran em Curicica, de onde só serão liberados com multas e débitos devidamente pagos.

Desde o início da operação Choque de Ordem, as fiscalizações do Detran, em parceria com a Polícia Militar, tiraram de circulação 2.693 veículos.

A fiscalização também foi feroz com coletivos. O Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) recolheu 21 ônibus em terminais rodoviários de Niterói e da Baixada Fluminense por falta de condições de tráfego. A empresa com maior número de veículos apreendidos foi a Expresso Mangaratiba, que teve 10 ônibus impedidos de circular na rodoviária de Duque de Caxias. Além dos veículos da frota regular, 22 ônibus e vans piratas foram apreendidos nas operações.