Secretário de obras percorre pontos atingidos pela chuva

JB Online

RIO - A prefeitura do Rio está trabalhando para que os transtornos ocasionados pelas chuvas de ontem sejam solucionados e também para evitar que novas chuvas causem mais problemas. Desde a manhã desta quinta-feira, o secretário municipal de Obras, Luiz Antonio Guaraná, está percorrendo os pontos mais atingidos da cidade e verificando os reparos.

A Coordenadoria Geral de Conservação já atuou ontem na Avenida Brasil, na altura de Parada de Lucas, a fim de aanar o alagamento. Operários atuaram durante as chuvas, junto com a Comlurb para desobstruir os ralos. O mesmo ocorreu na área do Maracanã. Hoje, a CGC e a Comlurb, em conjunto, realizam limpeza dos ramais dos ralos para evitar outros problemas em locais como a Praça da Bandeira e a Estrada Grajaú-Jacarepaguá.

De acordo com o sistema Alerta Rio, da Geo-Rio, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Obras, as precipitações mais significativas apresentaram durações mínima de 1h15 (Zona Sul) e máxima de 2h30 (Zona Norte/Centro). Os índices pluviométricos de grande intensidade foram registrados entre 17h26 e 20h41. As maiores intensidades da chuva ocorreram no Grajaú (49,4 mm/h), Madureira 45,0 mm/h), Grota Funda (44,6 mm/h), Rocinha (40,6 mm/h) e Cachambi (36,0 mm/h). Até agora, a Geo-Rio recebeu três chamados de ameaça e deslizamento de terra, os bairros de Quintino, Tanque e Costa Barros e está vistoriando os locais junto com a Defesa Civil.

Segundo a Rio-Águas, a chuva se concentrou nas bacias da baía de Guanabara (Zona Norte e Tijuca) e da Zona Sul. Os principais problemas registrados estão relacionados a engarrafamentos ocasionados por bolsões d'água e também à chuva ocorrida na bacia do Rio Acari o que reforça a decisão da Prefeitura em investir R$ 49 milhões nas obras definitivas do Rio Acari, lançadas semana passada. O Rio Maracanã causou problemas pontuais e de curta duração no seu pico de vazão. A Rio-Águas está, desde ontem, com técnicos nas ruas identificando e solucionando os transtornos.

De acordo com a CET-Rio, os pontos da cidade que mais sofreram com a ação das chuvas de ontem foram a Avenida Brasil, nos trechos que abrangem os bairros de Parada de Lucas, Caju, Ilha do Governador, Bonsucesso, Ramos e Penha; São Conrado, na Auto Estrada Lagoa-Barra; Vila Isabel, na Avenida 28 de Setembro; e São Cristóvão, na descida da Linha Vermelha. Na Barra da Tijuca, um bolsão na saída da Linha Amarela, na Avenida Ayrton Senna, fez com somente uma faixa ficasse liberada para os veículos. A Prefeitura estuda solução definitiva para esse ponto e está preparando projeto de drenagem e desobstrução.

Para hoje, a previsão metereológica é que ocorram chuvas isoladas ao final da tarde. Os órgãos da Prefeitura permanecem em estado de alerta.

Com informações da prefeitura