Justiça decreta prisão de acusada de pedofilia

JB Online

RIO - A pedido do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, a Justiça Criminal de Três Rios decretou a prisão temporária, por 30 dias, de Ana Alcejo, sob a acusação de pedofilia. A denúncia foi feita pela mãe de uma menina de 12 anos, que teve fotos publicadas no site de relacionamento Orkut. A acusada foi presa na manhã da última sexta-feira.

A menina contou à mãe que Ana Alcejo a molestou sexualmente com um aparelho vibrador e fez as fotos para enviar a um homem na Itália. De acordo com o Titular da 2ª Promotoria de Justiça de Três Rios, Carlos Eduardo do Amaral, o Ministério Público também vai investigar se existe ligação da mulher com uma rede internacional de pedofilia.

A acusada, que tem duas filhas menores, vai responder pelos crimes de atentado violento ao pudor e por fotografar e publicar fotos de sexo envolvendo criança ou adolescente.