Telemar terá prazo para solucionar problemas com a Velox

JB Online

RIO - A Justiça exigiu que a Telemar resolva, em no máximo 60 dias, as falhas relativas ao serviço de acesso rápido à Internet, conhecido como Velox . Ela também obrigou a empresa a cumprir, no mesmo prazo, as ofertas promocionais feitas aos consumidores e a reparar os danos materiais daqueles que provarem ter sofrido prejuízo em razão de erros da própria Telemar.

O Promotor Carlos Andresano, autor da ação, constatou no decorrer das investigações várias práticas irregulares, como demora na instalação, não comparecimento no dia marcado e falta de preparo da equipe de suporte técnico. O Promotor procurou também a Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, que enviou ao MP um ofício com outras reclamações de usuários quanto à utilização do Velox, como por exemplo condicionar o seu uso à contratação do serviço de telefonia fixa da empresa, ter um centro de atendimento aos clientes por telefone (Call Center) ineficiente, além de interromper o acesso por tempo superior a 24 horas sem nenhuma comunicação prévia ao cliente.

Carlos Andresano disse que a condenação foi um passo importante na luta pelo direito dos consumidores, mas salientou que o Ministério Público recorrerá da decisão judicial, por achar o prazo estipulado (60 dias) muito longo, já que o tempo recomendado pela Anatel é de apenas 48 horas.

Com informações do Ministério Público