Polícia sufoca o tráfico atrás de assaltantes de Santa Teresa

Felipe Sáles, JB Online

RIO - Cerca de 150 policiais fizeram nesta terça-feira uma operação nas comunidades Fallet, Fogueteiro, Escondidinho e Mineira, que cortam os bairros Rio Comprido e Santa Teresa, esse alvo de sucessivos assaltos a residências. Dois supostos bandidos foram mortos durante os confrontos e quatro foram presos para averiguação, mas os autores dos assaltos não foram encontrados.

A operação contou com policiais de três delegacias especializadas e sete distritais, além do apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), um veículo blindado, um helicóptero e um caminhão reboque. O confronto começou por volta das 6h, quando os policiais chegaram à Mineira. Os dois homens foram baleados e levados para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiram aos ferimentos.

Os policiais tinha vários mandados de prisão a serem cumpridos, além de outras diligências no sentido de identificar os autores dos sucessivos assaltos que aconteciam na região, mas o objetivo não foi cumprido.

Carros e ônibus que passavam nos arredores das favelas no momento da operação foram parados e revistados, principalmente na Rua Barão de Petrópolis, no Rio Comprido. A polícia temia que os bandidos usassem os coletivos para escapar do cerco.

Por volta das 10h, o motorista de um carro vermelho tentou furar a blitz e os policiais atiraram no carro. Houve troca de tiros e até a explosão de uma granada.

Apesar do fracasso da operação, a visita da polícia acionou o alerta no criminosos da região, responsáveis pelos morros mais lucrativos da capital. Em uma semana foram três assaltos em Santa Teresa, o que obrigou o 1º BPM (Estácio) a modificar o policiamento na região.

Várias ruas de Santa Teresa receberam reforço no policiamento. O prefeito Eduardo Paes também foi ao bairro, no sábado, ouvir as reclamações, a principal delas quanto à precariedade da iluminação pública, que acaba auxiliando a ação dos bandidos.