Habitação entrega títulos de propriedade em Teresópolis

JB Online

RIO - No cargo desde o início de janeiro deste ano, Leonardo Picciani, secretário de Habitação do estado do Rio, entrega, junto com o governador Sérgio Cabral, nesta quinta-feira, em Teresópolis, na Região Serrana, 45 títulos de propriedade referentes a unidades habitacionais construídas no condomínio Fonte Santa. A ação faz parte da política habitacional do governo do Rio de reduzir o déficit de habitação no estado e garantir mais dignidade à população fluminense.

- Na primeira fase foram construídas 45 unidades e os títulos de concessão de uso serão entregues na quinta-feira. São pessoas que moravam em áreas com risco de deslizamento de terra e foram deslocadas de suas antigas residências. O empreendimento ainda terá uma nova fase, serão mais 27 casas em Fonte Santa informou Picciani.

De acordo com o secretário, 2009 será um ano importante na área de habitação. Os municípios interioranos vão receber investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), por meio de recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS). Já em andamento, o programa vai atender cidades como Barra do Piraí, Campos, Caxias, Guapimirim, Itaguaí, Levy Gasparian, Teresópolis, Piraí, Porto Real, além de Rio das Ostras, Paty do Alferes, Magé e Pinheiral.

- Vamos, sobretudo, atuar na habitação de interesse social, para aquelas pessoas que não têm condições de adquirir o seu imóvel ou que tem uma renda familiar muito baixa. Estamos realizando uma política de parceria com os municípios. A nossa expectativa é que este processo possa se aprofundar neste ano, que a gente possa aumentar os investimentos na cidade do interior através do fundo e de outros programas e que possamos estabelecer parcerias com as prefeituras - disse.

Todos os projetos executados pelo Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social preveem seis meses de trabalho social nas comunidades, após a construção e entrega das casas à população. Segundo Picciani, o estado permanecerá dentro das comunidades para dar mais dignidade ao cidadão.

- As casas são construídas ou a comunidade é melhorada através de investimentos do fundo. Ao terminar a obra, o estado vai realizar ações sociais. Vai ajudar na questão educacional, na colocação de mão-de-obra no mercado de trabalho. Será um pacote que visa não só dar moradia ao cidadão, mas oferecer dignidade às pessoas explicou.

No dia 3 de março, as secretarias de Habitação e de Obras reuniram-se com representantes de diversos municípios que serão beneficiados pelo PAC da Habitação. Ao final do encontro, ficou estabelecido que cada município contemplado com recursos do fundo deverá entregar a documentação exigida, incluindo o cadastro das famílias, até o dia 18 de março. Segundo a assessoria de comunicação da pasta de Habitação, o PAC FNHIS do Rio de Janeiro representa um investimento de mais de R$19,3 bilhões.

Com informações do governo do estado