Média de visitas ao Maracanã aumenta no Carnaval

JB Online

RIO - A parceria futebol e samba esteve em alta durante o carnaval do Rio de Janeiro. No período entre 20 e 28 de fevereiro, o Maracanã recebeu 5.331 visitantes, média de 592 pessoas nos nove dias de folia. Nos outros 19 dias do mês, o Maior do Mundo recebeu 8.545 turistas, média de 449 visitantes. Em todo o mês, o estádio recebeu 13.876 pessoas (média de 496/dia).

O número de turistas impressiona ainda mais porque nos dias 21 e 25, quando foram disputadas as semifinais da Taça Guanabara, a visitação ao estádio não funcionou no horário normal (9h às 18h). Em dias de jogos, a visitação é interrompida cinco horas antes do começo da partida. Por isso, no dia 21, o estádio recebeu turistas por apenas duas horas (9 às 11h); no dia 25, a visitação foi encerrada às 16h50.

Apesar de não ter o recorde do mês, o dia-a-dia do carnaval resultou em ótimas marcas. Nos dias 23, 27 e 28, o Maracanã recebeu 841, 813 e 825 pessoas, respectivamente. Marcas que são batidas apenas pela do dia 14, quando 942 turistas estiveram no Maracanã. A visita ao Maracanã começa na Calçada da Fama, onde 97 jogadores, que colaboraram com a grandeza da história do estádio, estão eternizados. Entre eles, Pelé, Garrincha, Zico, Roberto Dinamite, Didi, Eusébio, Beckenbauer, Ronaldo Fenômeno, Kaká e Gérson. Marta é a única mulher a fazer parte da Calçada da Fama.

No hall dos elevadores, há dezenas de painéis ilustrativos e auto-explicativos que contam a história do futebol. O visitante pode apreciar fotos da construção do Maracanã e de jogos importantes realizados no estádio. Há, ainda, uma homenagem às quatro maiores torcidas do Rio Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo. Fotos de Frank Sinatra, Madonna e Paul McCartney, que fizeram show no gramado do Maracanã, também podem ser vistas.

Pelos elevadores, o visitante chega ao sexto andar do Maracanã, de onde tem uma vista panorâmica arquibancada, cadeiras, tribunas e gramado. Descendo, chega-se à Tribuna de Honra, onde estão expostas as cadeiras utilizadas pela rainha Elizabeth II e pelo papa João Paulo II, quando estiveram no estádio.

A melhor parte fica para o fim a visita ao gramado. Por um corredor enfeitado por painéis fotográficos, que retratam os craques do futebol brasileiro, o visitante sente bem de perto o clima de uma partida de futebol. Ele tem acesso aos vestiários dos jogadores e à sala de aquecimento, com gramado sintético e baliza. Por fim, a escada que dá acesso ao campo, onde se pode contemplar a beleza da arquitetura e entender por que o Maracanã é chamado de o palco sagrado do futebol .

O Centro de Visitação dispõe de um coordenador e 22 universitários bilíngues que ficam estrategicamente posicionados para atender os visitantes. As visitas são guiadas, e grupos saem a cada 20 minutos. A Suderj disponibiliza o telefone (21) 2334-1705, das 9h às 18h, de domingo a domingo, para agendamento de visitas para grupos grandes e escolares.

A entrada inteira custa R$ 20. Menores de 12 anos, maiores de 65 e portadores de necessidades especiais e seu acompanhante com carteira de identificação não pagam. Estudantes e moradores do Rio de Janeiro pagam meia-entrada, desde que apresentem a carteirinha de estudante e um comprovante de residência, respectivamente.

Com informações do governo do estado