Choque de Ordem na Lapa apreende drogas e prende dono de depósito

JB Online

RIO - Ontem a Lapa, Centro do Rio, foi alvo da operação Choque de Ordem da Secretaria Especial de Ordem Pública. Em meio a cartazes colados no poste com dizeres "Paes não traz paz" e "Choque de Ordem é extermínio de pobres", a ação apreendeu cocaína, maconha, munição de revólver, cédula de dinheiro e de carteira de identidade falsificadas, além dos usuais carrinhos de vendedores ambulantes, produtos sem nota fiscal e alimentos armazenados em condições precárias. Ao todo, foram 40 toneladas de carga recolhida.

Aqui é um rosário de crimes resumiu o subsecretário de Operações Carlos Oliveira.

Em outros depósitos irregulares camuflados como serralheria, nas ruas Joaquim Silva e Morais e Vale, os ambulantes guardavam carrocinhas de milho em meio ao esgoto que vazava por todo o imóvel. Oliveira lembrou que os alimentos preparados ali usavam água contaminada e chamou a atenção para as baratas na geladeira onde estavam armazenadas as pamonhas.

No primeiro galpão estourado, foram apreendidas 30 garrafas de vodca baratas adulteradas e colocadas em embalagens de marcas nobres, mil latas de bebidas, 20 carroças, 30 caixas de isopor, 50 churrrasqueiras, 5 geladeiras, 50 mesas, 200 cadeiras.

O gerente de um dos depósito e um funcionário foram levados

para a DDSD, em São Cristóvão. O dono da barraca onde foram encontrados os cartuchos calibre 38 e uma nota falsa de R$ 10 foi encaminhado à 5ª DP. A operação contou com 56 guardas municipais, 20 agentes da Seop, 10 fiscais da Coordenação de Controle Urbano, cinco policiais civis e cinco homens da PM, além de 8 caminhões da Comlurb.