Cabo da PM é executado em Campo Grande

JB Online

RIO - Um cabo do 17º BPM (Ilha do Governador) morreu depois de ser baleado durante um churrasco entre amigos na localidade de Muriçaba, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio. O crime aconteceu na noite deste sábado.

Antonio Carlos Rodrigues da Silva morreu na hora e outras duas pessoas ficaram feridas. O jovem Vinícius da Silva Jardim, 18 anos, passava pela rua no momento do tiroteio e acabou sendo atingido na cabeça por uma bala perdida, ele está internado em estado grave. A outra vítima foi Anderson de Melo, 26 anos, que estava no grupo, ele foi baleado na coxa direita e já prestou depoimento à polícia.

De acordo com testemunhas, a execução teria sido motivada por homens envolvidos em grupos paramilitares. Elas afirmaram ainda que um dos atiradores seria o cabo da PM conhecido como Wesley, que mantém ligações com Ricardo Teixeira Cruz, o Ricardo Batman, que lidera a milícia na região. A disputa por pontos clandestinos de TV a cabo pode ter sido um dos motivos.

A polícia contou que o cabo e um grupo de amigos bebiam sentados quando uma picape parou em frente a casa e seus quatro ocupantes saíram atirando. Peritos estiveram no local e encontraram cápsulas de calibre 12, o delegado-adjunto da 35º DP (Campo Grande) não quis se pronunciar.