Detran aumenta de 200 para 600 militantes contra dengue

JB Online

RIO - O Detran vai aumentar de 200 para 600 o número dos seus militantes na luta contra a dengue. No sábado, 400 médicos integrantes do seu quadro funcional e das 394 clínicas conveniadas receberão instruções sobre como agir como multiplicadores em seus contatos diários com as pessoas que têm de passar pelo exame médico obrigatório para tirar ou renovar a Carteira Nacional de Habilitação. Eles se juntarão aos 200 funcionários já treinados pelo Detran para evitar focos de aedes aegypt nos postos da instituição e instruir a população a agir da mesma forma.

Por orientação do presidente do Detran, Fernando Avelino, as instruções aos médicos em relação à moléstia serão ministradas durante o I Simpósio de Atualização Médica e Psicológica que a instituição estará promovendo, a partir das 9h de amanhã, em parceria com a Uni-Rio (Universidade do Rio de Janeiro) e com a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), no Auditório do Hospital dos Servidores do Estado (na Rua Sacadura Cabral, 178, 5º andar).

Entre os assuntos que serão abordados no encontro estão as mudanças na formação do condutor promovidas pela Resolução 267, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que aumentou o número de horas de aulas práticas e teóricas para a primeira habilitação; a necessidade da construção de um trânsito seguro por meio de campanhas educativas; os custos dos acidentes de trânsito para o país; o processo de formação do motorista portador de deficiência física; e a importância do serviço de psicologia para a formação do bom condutor.

O objetivo do simpósio é atualizar os profissionais do corpo médico permanente do Detran e os que trabalham nas clínicas credenciadas pela instituição. As clínicas estão obrigadas a enviar pelo menos um representante para participar do simpósio, cabendo a cada um deles, como primeira tarefa, levar e fixar no seu local de trabalho um adesivo com a frase "Aqui se luta contra a dengue."

O encontro terá como palestrantes os médicos Flávio Emir Adura, presidente da Abramet, Alberto Sabbag, diretor da mesma entidade , Robismey Ferreira Avelar, diretor do Hospital São Sebastião, Maria Elizabeth Couto Natal, chefe da Perícia Médica do Detran, Ester Rosenburszt, chefe do Serviço de Psicologia do Detran, e Cristina Claudia Queiroga Rocha, especialista em Psicologia de Trânsito do Detran, além de Janete Bloise, coordenadora de Educação do Detran.