Pastoral do Menor inicia projeto de inclusão digital e esportiva

JB Online

RIO - O Conselho da nova Pastoral Arquidiocesana do Menor, com consultoria do Comitê para Democratização da Informática (CDI), inicia o projeto de inclusão digital e de educação esportiva, instalando a primeira unidade do projeto na Paróquia Cristo Operário e Santo Cura D`Ars, em Vila Kenedy, às 10h. O governador Sérgio Cabral, o prefeito Eduardo Paes, o Secretário estadual de Saúde Sérgio Côrtes e o Secretário de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, José Beltrame, estão entre os convidados.

O projeto criará escolas de informática que irão promover ações para estimular o desenvolvimento das crianças e adolescentes através da inclusão digital e da educação esportiva. Além dos cursos ministrados três vezes por semana, as comunidades poderão usar os computadores nos horários em que estiverem disponíveis. A previsão é atender 1600 crianças e adolescentes no primeiro ano do projeto. Em fevereiro será a vez da Casa do Menor, no Catete, e até o final ano mais nove paróquias serão contempladas. As inscrições já estão abertas e devem ser feitas na própria paróquia.

A Pastoral Arquidiocesana do Menor é um serviço voluntário que tem como objetivo desenvolver e apoiar estratégias de inclusão social de crianças e adolescentes através de programas pedagógicos, sociais, culturais e profissionalizantes.

Em outubro de 2008 foi criado um novo conselho coordenado pelo assistente Eclesiástico Padre José Carlos Lino de Souza.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais