Morre filha de casal executado em Anchieta

JB Online

RIO - A menina Tainá, de três anos, filha de um casal de comerciantes assassinado no fim da tarde de segunda-feira, em Anchieta, Zona Norte do Rio, morreu na madrugada desta terça-feira na emergência do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracaruna, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. No ataque promovido a loja de seus pais, ela acabou sendo atingida por um tiro na cabeça.

Fagner Thiago Fernandes, de 38 anos, e a mulher dele Lídia Lopes da Fonte, 36, foram mortos à tiros atrás do balcão da loja de conserto de telefones celulares da qual eram donos. Baleada na cabeça, Taína foi levada inicialmente por policiais da 39ª DP (Pavuna), que passavam pelo local momentos após a ação dos bandidos, e levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Ricardo de Albuquerque, bairro vizinho. Posteriormente, ela foi transferida para o Hospital de Saracuruna onde não resistiu ao ferimento.

Os agentes da 39ª DP (Pavuna), que investigam o caso, não descartam a participação de milicianos no duplo homicídio. Nenhum objeto foi levado da loja, o que reforça a suspeita de vingança ou retaliação ao casal, proprietário de uma loja situada na Rua Motorista Luiz de Abreu, onde ocorreu o crime. O assassino utilizava um capuz e tinha a cobertura de um outro homem em um carro. Os dois conseguiram fugir no veículo em que estavam.