Chuva já castiga 50 mil pessoas no RJ

Ana Paula Verly, Jornal do Brasil

RIO - A Defesa Civil do estado estima em 50 mil o número de pessoas afetadas pela chuva que caiu nas duas últimas semanas. Já são 38.789 desalojados e 5.106 desabrigados. No domingo, foi decretado estado de calamidade pública em Cardoso Moreira, no Norte Fluminense, onde um homem morreu arrastado pela correnteza de um riacho do distrito de Outeiro. Do total de 12 mil habitantes na cidade, 10 mil foram prejudicados pelos temporais.

Para ajudar as vítimas, foi montada uma força-tarefa que reuniu 600 homens do Exército, Marinha, Corpo de Bombeiros e agentes da Defesa Civil para chegar aos pontos mais críticos do município.

O governo estadual montou ainda um hospital. Ao todo, 20 toneladas de alimentos foram levadas para a região. O Ministério da Integração Nacional liberou outras 230 toneladas para a população atingida pela chuva.

Por causa das inundações, o governador Sérgio Cabral conversou, no último domingo, com os prefeitos de Itaperuna e Campos dos Goytacazes para traçar um plano de ajuda para as regiões Noroeste e Norte, respectivamente.

Cabral já havia decretado, na sexta-feira, situação de emergência no município de Carapebus, também no Norte Fluminense. As chuvas atingiram precipitação de 185 milímetros, provocando enxurradas e inundações bruscas, com danos e prejuízos para a cidade.

Outros 11 municípios das regiões Norte e Noroeste estão em situação de emergência: Campos, Cambuci, Itaocara, São João da Barra, Aperibé, Itaperuna, Italva, Laje do Muriaé, Porciúncula, Natividade, Bom Jesus de Itabapoana e Santo Antônio de Pádua.

Barreira

O trecho da BR-356, que as regiões Norte e Noroeste do estado com o sul do Espírito Santo e Zona da Mata mineira, está totalmente interditado.

O Comando Militar do Leste (CML), atendendo à solicitação do governo do Estado, realiza ações para auxiliar os municípios e as pessoas desabrigadas, vítimas das enchentes. Em Paracambi, na região Metropolitana, o Batalhão Escola de Engenharia (BEsE) faz a desobstrução de vias desde quinta-feira.

Para Campos dos Goytacazes, Norte do estado, o CML disponibilizou efetivo, material e transporte para assistência médica do 56º Batalhão de Infantaria, de Campos. Em Rio Bonito, distribuiu medicamentos do Instituto de Biologia do Exército e auxiliou no levantamento das necessidades de apoio à Defesa Civil do município cedendo militares, material e pessoal do Batalhão Escola de Engenharia.