Secretaria de Transportes participa de audiência pública sobre barcas

JB Online

RIO - A Secretaria de Transportes participou, na tarde desta segunda-feira, de audiência pública realizada na Assembléia Legislativa do Rio (Alerj), para tratar dos últimos acidentes ocorridos nas embarcações da concessionária Barcas S/A e da interrupção do funcionamento do serviço durante as madrugadas. Segundo o subsecretário de Transportes, Sebastião Rodrigues, que representou o secretário Julio Lopes na ocasião, a secretaria apóia a iniciativa da Alerj e está à disposição para esclarecer qualquer dúvida.

O subsecretário informou também que, na semana passada, a secretaria se reuniu com representantes de Paquetá para ouvir a opinião da população sobre o ser serviço das Barcas S/A e apurar informações sobre o acidente ocorrido no dia 25 de novembro.

- A secretaria irá colaborar com qualquer solicitação da Alerj. A fiscalização do serviço cabe à Agetransp, agência reguladora. Mesmo assim, buscamos sempre interagir com a Barcas S/A e com a Capitania dos Portos, no intuito de cobrar sempre melhorias no serviço, que entendemos ser da maior importância para a população do Rio, Niterói e Paquetá disse Sebastião Rodrigues.

O superintendente da Barcas S/A, Luiz Marinho, explicou à Comissão de Transportes da Alerj que a interrupção do serviço nas madrugadas deve-se ao desequilíbrio econômico-financeiro constatado pela consultoria da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Coppead, ambas contratadas respectivamente pela concessionária e pela Agetransp.

Segundo a empresa, o serviço não atinge a taxa mínima de retorno de 12%, prevista no contrato da licitação. De acordo com a concessionária, o estudo da FGV verificou que a realização do transporte na Baía de Guanabara apresenta o valor presente líquido negativo de R$ 206 milhões, referente a uma taxa de retorno negativa de 4,7%.

Quanto ao acidente ocorrido em Paquetá, na semana retrasada, Barcas S/A informou que está tomando todas as providência para o reparo da plataforma e retorno do serviço.

A audiência contou com a presença de representantes da Comissão de Transportes da Alerj, da Associação de Moradores de Paquetá, da Barcas S/A e do capitão de mar-e-guerra, Lima Filho. Os deputados decidiram que irão avaliar o contrato de licitação, bem como os documentados apresentados pela concessionária. Em breve, a comissão pretende solicitar outra audiência para discutir os assuntos com mais informações.