Ex-funcionários do Samu invadem Secretaria de Saúde

Eloisa Leandro, JB Online

RIO - O prédio da Secretaria Estadual de Saúde foi invadida por cerca de 200 ex-funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na tarde desta quarta-feira. O ato foi em represália à demissão em massa de quase 1.500 funcionários terceirizados, em novembro.

A secretaria substituiu o quadro antigo do Samu por bombeiros aprovados no último concurso público. Entretato, os ex-funcionários afirmam que moradores de algumas comunidades dominadas por facções criminosas serão prejudicados.

- Nem toda comunidade militares podem entrar, sem falar nos bombeiros que são ligados à milícia. No fim, os moradores é que vão sofrer com a falta do atendimento - suspeita uma enfermeira, identificada como Suely.

Segundo funcionários da secretaria, o grupo quase entrou no gabinete do secretário, Sérgio Côrtes. A confusão foi menor porque o secretário cumpre agenda em Campos dos Goytacazes, em virtude de desastres provocados pelas últimas chuvas.