Cabral empossa 40 novos fiscais de renda

JB Online

RIO - Quarenta novos fiscais de renda 12 mulheres e 28 homens - tomaram posse nesta quarta-feira, no Palácio Guanabara. Os aprovados foram selecionados no segundo concurso público para a função realizado na gestão do governador Sérgio Cabral. Antes de iniciar as atividades de arrecadação de tributos, os novos servidores terão que participar de um curso de capacitação para entender como funciona a Fazenda Estadual.

Na cerimônia, Cabral lembrou que qualquer concurso público segue o princípio democrático de ascensão profissional pelo mérito e que no Estado a prática da indicação política foi, finalmente, abolida.

- Esta semana dei posse aos novos oficiais da Polícia Militar e aos novos oficiais do Corpo de Bombeiros. E disse a eles e aos seus familiares que, infelizmente, no Estado havia outros condicionantes de ascensão profissional, ou seja, o empurrão político, a influência de alguém próximo ao governador. O que disse aos policiais e bombeiros é que este tempo acabou no Estado afirma o governador, destacando, ainda, que os 40 selecionados no concurso passam agora a fazer parte do 'timaço' da Secretaria de Fazenda.

De acordo com o secretário da pasta, Joaquim Levy, o governador já solicitou a realização de um novo concurso público para fiscais de renda.

- Vamos lançá-lo no primeiro semestre do ano que vem, com certeza. Serão mais 70 vagas. É muito importante continuar esta renovação gradual - contou.

Levy acrescentou também que os fiscais selecionados no primeiro concurso promovido em janeiro deste ano já estão fazendo a diferença.

- Particularmente, estamos percebendo uma distribuição melhor na arrecadação e estamos notando um diálogo melhor, uma conformidade maior com os contribuintes. Estamos dando cada vez mais atenção ao desempenho - disse o governador.

Presente à solenidade, o secretário da Casa Civil, Regis Fichtner, frisou a importância da carreira e a relevância dos concursos para valorizar o servidor do Estado.

- Os fiscais de renda são fundamentais para que o Estado funcione, para que o Estado arrecade e para que o governo consiga cumprir o orçamento que planeja para o ano seguinte. O orgulho do funcionário público precisa ser resgatado, e vocês, com este sangue novo, são muito importantes para que a gente possa oferecer melhores serviços à população. Hoje, nós temos uma Secretaria de Fazenda que já é um modelo de transparência, de boas práticas, e isto está se refletindo na arrecadação - conclui.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Fazenda, o mais novo aprovado no concurso tem 23 anos, e o mais velho, 45. A seleção apresentou 5.544 candidatos para 70 vagas. Em 2007, foi publicado o edital da primeira seleção, cujas provas ocorreram nos dias 12 e 13 de janeiro de 2008 e encerraram um jejum de 19 anos sem concurso para a categoria profissional. Até o início do governo Sérgio Cabral, havia cerca de 350 fiscais em atividade plena nas inspetorias e outros órgãos da Receita Estadual. Os dois novos concursos, que representam um ingresso total de 77 novos fiscais, são um reforço importante nas equipes de fiscalização.