Mais dois hospitais vão oferecer tratamento para deficientes auditivos

JB Online

RIO - Mais duas unidades da Secretaria Municipal de Saúde do Rio foram habilitadas para oferecer tratamento de média complexidade aos portadores de deficiência auditiva. São os Centros Municipais de Saúde Belizário Penna, em Campo Grande, e Milton Fontes Magarão, no Engenho de Dentro. Com essas unidades, a prefeitura está ampliando o atendimento, chegando a distribuir próteses auditivas para cerca de 60 pacientes por mês.

Além dos dois centros de saúde, os pacientes ainda podem encontrar tratamento especializado no Centro Municipal de Saúde Waldyr Franco, em Bangu. Os problemas auditivos encontrados com maior freqüência nas crianças são provenientes da rubéola e da meningite e, nos adultos, são causados, entre outros motivos, pela exposição excessiva a ruídos.