Rio Bonito deve ganhar primeiro telecentro do Estado para deficientes

JB Online

RIO - Representantes do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) estiveram no Espaço Municipal de Ensino Supletivo na quarta-feira para conhecer o local aonde poderá ser instalado um centro de inclusão digital, em Rio Bonito. No caso de aprovação, a cidade terá o primeiro Telecentro no Estado do Rio com computadores voltados para portadores de necessidades especiais. A visita técnica contou com a presença da secretária municipal de Educação e Cultura, Ana Maria Figueiredo, da Diretora do EMES, Suely Nunes e de funcionários da parte administrativa da escola.

O projeto prevê a doação de onze computadores equipados com Linux, um servidor e uma switch, enquanto a escola será responsável pela instalação elétrica e adaptação para deficientes. De acordo com o representante da Serpro, Carlos Henrique Machado, três ou quatro máquinas devem vir com programas voltados para portadores de necessidades especiais. A intenção é que no próximo ano, o Telecentro funcione como espaço para que os alunos e a comunidade acessem a internet e participe de cursos de informática básica, de navegação na internet e oficinas de capacitação e alfabetização digital.

O trabalho com deficientes visuais já vem sendo realizado no EMES, através do monitor Marcos Fausto, porém em condições limitadas, em apenas um computador e somente para dois alunos. Com a doação esse trabalho poderá ser ampliado e atender mais estudantes que necessitam de programas especiais.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais