Pai e filho estelionatários são presos

JB Online

RIO - Pai e filho, estelionatários, com oito mandados de prisão expedidos pela Justiça e respondendo a pelos menos 15 processos por fraude, foram presos, por policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF). Neli Alves de Oliveira, 61 anos, e seu filho Neli Júnior, 30, são acusados de integrarem uma quadrilha que aplicou golpes nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Pernambuco.

Neli Alves de Oliveira, que também usava o nome de José Henrique Pereira, foi preso, na porta do Fórum de Santa Cruz, onde fora prestar depoimento em uma audiência judicial. Ele levou os agentes até seu filho, em Jacarepaguá, surpreendido quando saia de sua casa para trabalhar como taxista.

De acordo com os agentes, os criminosos abriam empresas e cooperativas "laranjas" e depois desapareciam com o dinheiro arrecadado. Em um dos golpes realizado pela dupla, em Mato Grosso, gerou um prejuízo aos cooperativados de cerca de R$ 3 milhões. Ambos respondem a pelo menos 15 processos em vários estados.

Os presos foram encaminhados para a carceragem da Polinter, onde aguardarão transferência para Mato Grosso.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais