Governador lança cartilha de combate à dengue

JB Online

RIO - Um dos personagens mais famosos das histórias em quadrinhos do Brasil, o Menino Maluquinho ajudará pais, alunos e professores das escolas estaduais e municipais do Rio de Janeiro a prevenirem a dengue. Foi lançada nesta terça-feira, no Salão Nobre do Palácio Guanabara, a cartilha Maluquinhos contra a dengue. Na revista, que foi elaborada pelo desenhista Ziraldo, o jovem personagem ensina as crianças a evitar a contaminação pelo mosquito Aedes aegypti, através de uma história leve e divertida como as peripécias do menino.

A cartilha foi lançada graças a uma parceria entre as secretarias de Saúde e Defesa Civil e de Educação (Seeduc). Foram feitas dois milhões de revistinhas para serem distribuídas em toda a rede estadual e municipal de ensino.

Durante o lançamento da cartilha, alunos do Colégio Estadual Maria Pereira das Neves, de Charitas, Niterói, apresentaram uma peça de teatro com o tema prevenção da dengue para o governador Sérgio Cabral e para os secretários de Saúde, Sérgio Côrtes, e de Educação, Tereza Porto. O governador incentivou a iniciativa e ressaltou a importância de continuar combatendo o mosquito transmissor mesmo com o abrandamento da crise epidêmica.

- A dengue não é um problema municipal ou federal, é um problema do cidadão e por isso entramos de cabeça no combate à doença. Normalmente, quando acaba uma crise, as pessoas tendem a esquecê-la. No nosso governo, não afirmou Cabral.

O secretário de Saúde também falou da importância de não esquecermos o pior período da epidemia, no início deste ano.

- Foram 230 mil casos de dengue, com 162 mortes. Dessas mortes, 61 foram de crianças entre zero a 15 anos. Durante a epidemia o governo estadual assumiu ações, que eram municipais, de combate ao mosquito, colocando 1.800 homens do Corpo de Bombeiros no combate à doença e abrindo 17 centros de hidratação. Essas ações salvaram centenas de vidas disse o secretário.

Para a secretária de Educação, o fato de ter as crianças como atores principais no processo de conscientização e solução do problema da dengue ajuda no avanço da erradicação da doença, porque os pequenos têm um grande poder de convencimento.

- Se conseguirmos fazer com que cada jovem trabalhe em casa para conscientizar a família da importância de se combater a dengue, cuidar da sua casa e do entorno, com certeza avançaremos para resolver esta questão defendeu Tereza, completando que nada é melhor do que criar um instrumento com uma linguagem adequada aos alunos.

O governador aproveitou a oportunidade para anunciar que, em breve, será realizado concurso público para a contratação de agentes mata-mosquitos e que até o fim do ano estarão funcionando 20 UPAs no Grande Rio.

Também estiveram presentes à cerimônia a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Benedita da Silva e o subsecretário de Comunicação Social, Ricardo Cota.