Prefeitura poderá assumir obras na Providência

JB Online

RIO - O secretário Municipal de Assistência Social, Marcelo Garcia, disse que a prefeitura poderá assumir as obras inacabadas do projeto 'Cimento Social' , na providência. A obra foi embargada nesta terça-feira pela justiça eleitoral.

Equipes da prefeitura estão no morro e devem propor aos moradores das 16 casas que não foram concluídas na primeira fase do projeto que fiquem em um hotel enquanto a prefeitura termina as casas.

O secretário aproveitou para criticar o projeto 'Cimento Social', dizendo que as obras são apenas para embelezar telhado e fachadas, e que há as casas que continuam sem banheiro.

- O que agente se preocupa é que as pessoas tenham acessibilidade, que tenham banheiro, escada. Não queremos embelezar as casas. Está chovendo e as casas estão sem telhado. O mínimo que podemos fazer é resolver essa questão emergencial -disse Marcelo, em entrevista à Radio CBN.

Segundo o secretário, o ministério das cidades não fiscalizou o cadastro das famílias benefiadas, que não foi feito através do cadastro unico do governo federal, mas através da 'igreja do bispo Crivella', o que criou a politização da obra.

A prefeitura deve se encontrar com representantes do Ministério ads cidades para estudar se a competência da obra poderá ser passada para aprefeitura. Por conta das eleições, qualquer repasse de verba só poderá ser feito até o dia cinco de julho.